Serenity now

Texto por Julliana Bauer / Ilustração por Sarah Bauer

drama

Sugiro uma nova escala de mediocridade baseada em como uma pessoa lida com decepções. Enquanto a mulher comum come barras de chocolate e chora as pitangas com as amigas em uma temakeria,  artistas como Sophie Calle e Marina Abramović aproveitam a situação para aumentar o portfólio e tirar uns trocados.

Ao receber uma carta de autoria do ex que lhe comunicava sobre o final do relacionamento, Sophie fez a coisa mais sensata a ser feita nesse tipo de ocasião: chamou 107 mulheres de diferentes profissões para que dessem uma interpretação às palavras do sujeito. A melhor de todas, sem dúvidas, foi de uma revisora que corrigiu todos os erros gramaticais que o ex de Sophie – um escritor, acho que é importante frisar –  cometeu ao redigir a carta. É claro que a maldita carta virou uma exposição e os erros gramaticais do cara rodaram o mundo. É claro que Sophie Calle não deve sofrer de gastrite.

Marina Abramović é um pouco mais empenhada e quando soube que seu amado Ulay queria terminar a relação, teve a ideia de realizar uma performance artística que consistia em cada um partir de um canto da muralha da China para que, três meses depois, se encontrassem lá no meio e se despedissem. Confesso o método de Sophie me apetece mais. Há poucas coisas mais humilhantes para um escritor do que ter qualquer texto seu – mesmo que uma carta encerrando um romance – esmiuçada por mulheres raivosas que buscam ali o maior número de erros possível.

Naquele vídeo que viralizou no facebook e que mostrava o reencontro de Ulay e Marina, confesso que me decepcionei com Marininha. O cara sacaneou ela de todas as formas possíveis e alguém ainda teve a ideia de levá-lo para uma performance na qual, by the way, estavam sendo feitas imagens para um futuro documentário sobre ela. Fiquei um tanto frustrada com a maneira doce com a qual ela sorriu pra ele sem nem ao menos gritar um “SERENITY NOW!”.

Talvez por detestar temaki, bem como a maioria dos pratos encontrados em um restaurante japonês,  nessa escala da mediocridade eu me colocaria em um ponto que mistura um tiquinho de Sophie Calle com uma barrinha ingênua de chocolate no sofá. Não vejo muita graça em ser radical.

Anúncios

2 opiniões sobre “Serenity now

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s